SIDDHARTHA DISCURSOS – DHAMMAPADA VERSOS GÉMEOS 13 & 14

Discursos de Siddhartha – O Dhammapada – A senda da virtude. VERSOS GÉMEOS 13 & 14

A partir de Agosto de 2017 o Campo de meditação mensal na Delphis Universalis,  inaugurou a série de discursos que Siddhartha proferirá sobre o Dhammapada ou Dharmapada. Livro que reúne as sábias lições deixadas por Gautama o Buda, em uma tradução única e inédita. As palavras de Siddhartha, nos levam para uma viagem no tempo, trazendo o sabor d’aquelas épocas remotas, dando nos maior clareza da simplicidade destes ensinamentos. Legado este deixado por um ser que podemos considerar, aquele que deu origem ao “Caminho do Despertar”. neste vídeo mais um da série: VERSOS GÉMEOS 13 & 14

O Dhammapada

Um dos textos mais antigos e respeitados do mundo. Trata-se de uma coletânea de Sutras, ou seja, versos que o próprio Buda teria proferido ao longo de sua vida de pregação.
Na Ásia antiga, seu texto foi preservado na memória dos monges como um longo mantra, recitado sem dificuldade do início ao fim.
Essa obra-prima da literatura universal é um dos livros mais lidos de todos os tempos, sendo considerada a mais famosa obra clássica do budismo.
Escrito originalmente no antigo idioma Pāli, esta sucinta antologia de versos constitui um compêndio perfeito de ensinamentos do Buda. A força e expressividade dos seus 423 versos tocam diretamente o coração. Numa linguagem simples, ensina o caminho da meditação.

Versos Gêmeos 13 & 14

13. Assim como a chuva penetra numa casa mal-colmada,
Assim mesmo a concupiscência irrompe numa mente
Não-cultivada.

14. Assim como a chuva não penetra numa casa
Bem-colmada,
Assim mesmo a concupiscência não irrompe
numa mente bem-cultivada.

FICHA TÉCNICA  – Discursos de Siddhartha

Música:  Flauta – Siddhartha / Edição e Mixagem – Equipe Delphis

Vídeo: Gravação – Kalishah Moro / Edição – Equipe Delphis

Duração: Tempo total – 10:29 minutos.

Gravação: Realizado na sede da Delphis Universalis – Curitiba/PR Durante o Campo de Meditação mensal 02/09/2017

Voz: Leitura Texto – Giovana Gulin

Texto – Versos Gêmeos 13 & 14